flor    A IMPORTÂNCIA DO AUTO-AMOR

 

O amor é a força motriz da Humanidade. Se alguém lhe pedir pão poderá você dar se não o tiver? Para amar os outros temos em primeiro lugar de amar-nos a nós mesmos. Temos de possuir para poder dar.
Declaremos a nossa independência com a finalidade de desenvolver a auto-estima, o autoconhecimento e a autoconfiança, o que nos levará à realização pessoal, único meio para que nos sintamos plenos. Como nenhum direito vem sem deveres, nada poderemos atingir sem autodisciplina. Disciplina cria energia, porque nos torna mais dinâmicos e eficientes. Para nos tornarmos independentes temos em primeiro lugar de amar-nos a nós mesmos e assim poder amar os outros e ter a auto-estima necessária para que também sejamos amados. Precisamos de autoconhecimento, porque sabendo quem somos, melhor poderemos fazer as nossas escolhas, seja de objetivos, de companheiros, de emprego ou outras mais profundas como caminhos espirituais. Precisamos de autoconfiança para caminharmos com a firmeza e a força necessárias para construir uma vida útil para nós mesmos e para os outros, o que dá outro sentido à existência.
Quem disser que o amor por nós próprios é egoísmo ou uma atitude de mau tom, está indo contra a sua própria felicidade e contra os mais básicos princípios que nos tornam humanos. Contra toda a noção de dignidade e contra a razão da nossa existência. Temos de evitar que a nossa própria vida seja controlada por outros, seja família, amigos, vizinhos, conhecidos ou até instituições. Não somos vítimas, nem precisamos ser dominados na nossa liberdade de ação e de pensamento. Infelizmente, a maior parte das pessoas não sabe que a vida é uma escolha, por em si ser um infinito leque de possibilidades.

PALESTRAS